Blush-se: Até quando?

4 de nov de 2014

Até quando?

Eu só parei. Parei com tudo que eu tinha em mente, tudo que conhecia e defendia sobre assédio sexual, e toda a minha alegria se reverteu em medo, logo depois, raiva.

    Reprodução: Papo de Homem
Por alguns minutos eu senti uma mistura estranha de nojo e indignação diante da situação, o que eu fiz foi unicamente: correr. 

Correr deles, do medo, do momento.

 Um carro com alguns caras, buzinando, gritando. Por volta da 18h, rua movimentada. Eles berrando o que vinha na cabeça, e tudo o que eu queria falar, ia entrando em mim, não saía nada. Eles viraram, eu virei. Era a rua da minha casa, não tinha jeito. Eles foram, e meu coração se aliviou. 

Não foi a única coisa de hoje. Mas me marcou. Sim, foram 'apenas algumas palavras, mas não sei descrever. Poderia ter sido pior, mais doloroso. Não faço ideia de como quem é realmente abusada se sente. 

Só sei que isso não pode continuar. Uma questão cultural, que todo mundo já se acostumou, e eu te pergunto: até quando? 

Até quando o medo de sair nas ruas vai afligir a mulher? Que vamos ter que desviar de cantos de obra pra não ter que ouvir insultos? 

Vou ter usar moletom todos os dias para não ser assediada? E a expressão? A liberdade? 

Até quando? 



2 comentários:

  1. Eu sinto nojo desse tipo de gente, sinto vergonha por viver em uma sociedade tão machista e hipócrita. Também sinto medo, muito medo, de ser mulher. Também quero saber até quando viveremos assim: na base do medo. =/

    ResponderExcluir
  2. Em parte comcordo pelanamente Débora. Mais. . Vamo combinar que.. o que contribui muito pra esse tipo de coisas acontecer com a gente, infelizmente, é o jeito que grande maioria das mulher estão se portando, hoje em dia. É assim, sei que mesmo antigamente quando as mulher tinham como valor a forma de se portar, sobretudo na forma de se vestir, pois sabem que podem despertar um tipo de sentimento meio iracional da parte dos homens. E, sim! Eles têm isso de olhar pras mulheres como um pedaço de carne num espeto, só que se a gente for parar pra pensar - observar também - conforme as coisas mudam pra um lado, outras se complicam pro outro. O que eu quero dizer é que eu mesma fico meio chocada de ver como certas garotas possam se sentir bem, assim, sabendo que dispertam algo nos homens, que pode não ser bom pra elas, mais elas nem se importam e ignoram isso. Só falam sair de casa sem nada.. E é esse comportamento da maioria, que infelizmente tira a liberdade de todas nós. :/ enfim! é como dizem "TODA AÇÃO GERA UMA REAÇÃO" fato

    ResponderExcluir