Blush-se: Amizade Preta & Branca - Parte 5

14 de mar de 2015

Amizade Preta & Branca - Parte 5


Jake parou a caminhonete na frente de minha fazenda e fomos caminhando até chegarmos a minha casa.
Ao chegar, na porta tinha um bilhete:
“Lilian,
Fui visitar o Billy, é urgente!
Qualquer problema me ligue.
Papai.”

- Que beleza... - Digo irônica arrancando o bilhete da porta.
- Qualquer coisa pode me ligar, venho correndo. Sei que não curte dormir sozinha aqui na fazenda. - Jake diz com seus olhos castanhos grudados aos meus, o que fez minha pulsação acelerar.
- Relaxa, tá tudo bem...
Coloco a mão no bolso de trás da calça para pegar a chave, mas não estava lá. Procuro em todos os bolsos desesperada.
- Droga!
- O que foi?
- Perdi a chave.
- Então, vem, vamos dormir lá em casa.
- Não.
- Então vai dormir aonde?
Alerta! Alerta! Alerta! Perigo!
- Na caminhonete, eu me viro...
- Ah, claro, a caminhonete que seu pai está usando?
- Merda! - deixei escapar.
- Vamos logo Li, você sempre dormiu lá quando era pequena.
Exato quando eu era pequena.
Fiz que não com a cabeça e ele cruzou os braços impaciente, pensei em um bilhão de coisas em segundos, e essa era a única opção, não tínhamos chave reserva. Na verdade tínhamos, mas não deixávamos em nenhum lugar estratégico, o celeiro não era opção, já encontrei escorpiões lá.
Minha amiga mais próxima morava há quilômetros de mim, e depois de tudo pensei, porque diabos, moro no meio do nada?
Eu suspirei pesado, vencida, mas não gostando da ideia.
- Ótimo - exclamou Jake.

***

Ao chegarmos a casa dele, logo que abri a porta Anna a mãe de Jake que já havia nos visto pela janela me recebeu com um grande abraço.
- Lilian, garota má, nunca mais me visitou! - ela disse com um grande sorriso.
- Me desculpe, está tudo muito corrido ultimamente.
Ela tirou meu casaco e o pendurou, toda vez que ia na casa de Jake me sentia como filha de Anna, afinal ela me tratava como tal.
A mãe de Jake sempre foi muito simpática e sorridente. Sempre achei ela muitos bonita, ela é muito bem conservada para uma mulher de 47 anos, seus cabelos são curtos e levemente ondulados nas pontas, da cor marrom avermelhado e seus olhos eram castanhos, um pouco mais claros que os de Jake.
Ela fez um banquete sem fim para o jantar, e me obrigou a qualquer custo a comer um pouco de tudo que ela havia me servido.
Assim, depois ela subiu para seu quarto deixando eu e Jake sozinhos a mesa. Me levantei e o ajudei a desfazer a mesa.
- Está com sono Lilian? - ele me observava com um sorriso discreto.
- Não, só dor de cabeça - rio fraco.
- Venha... - saímos da sala de jantar e voltamos a cozinha, ele se direcionou até um armário branco de canto e de lá tirou uma caixa vinho com alguns remédios, então me serviu aspirinas acompanhadas de um copo de água.
Tomei e coloquei o copo vazio dentro da pia. 
- Obrigada.
Ele me respondeu com um sorriso.
- Sua casa tem um cheiro interessante... - comentei.
- É mesmo?
- Sim, chá de erva-cidreira.
Ele riu.
- Tem certeza de que não bebeu?
Jake sai da cozinha e eu o sigo, em movimentos inconscientes ele pega em minha mão me guiando o caminho me fazendo corar e andar devagar. Ele olha para mim confuso e depois nossas mãos a soltando rapidamente e voltando a olhar para frente.

Para acompanhar:

2 comentários:

  1. Continua essa WebSérie! Pleaaaase!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Katarinen,
      Que bom que está gostando <3 aí está a Parte 6, continue comentando para incentivar os próximos capítulos ^^
      http://www.blush-se.com/2015/05/amizade-preta-branca-parte-6.html

      Excluir